Marca LAI

Histórico

Começo

Nos anos 60, bem no início, começou um movimento na Odontologia brasileira, que teve como meta a criação dos Conselhos de Odontologia. À época existia o Serviço Nacional de Fiscalização da Odontologia (SNFO), que enviou ao Ministério da Saúde uma minuta de projeto de lei, que teve a melhor das acolhidas. Através da Exposição de Motivos nº 185, de 31 de agosto de 1960, o tema foi submetido à apreciação do então Presidente da República, João Goulart.

O Poder Executivo, com a Mensagem nº 357, de 27 de setembro de 1960, encaminhou o projeto ao Congresso Nacional, que, após tramitação normal, foi convertido na Lei nº 4.324, de 14 de abril de 1964.

Criação dos Conselhos

Pela nova Lei, foram criados o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Odontologia, constituídos em seu conjunto em uma Autarquia, sendo cada um deles dotado de personalidade jurídica e de direito público, com autonomia administrativa e financeira e com a finalidade de supervisionar a ética profissional em toda a República, cabendo-lhes zelar pelo perfeito desempenho ético da Odontologia e pelo prestígio e bom conceito da profissão e dos que a exercem legalmente.

CFO provisório

No dia 30 de julho de 1965, no Rio de Janeiro, no Hotel Glória, ocorreram o IX Congresso Brasileiro de Odontologia e o II Congresso Internacional de Odontologia. Na oportunidade, reuniram-se alguns cirurgiões-dentistas que foram indicados pela FNO – Federação Nacional dos Odontologistas, de acordo com o artigo 25, da Lei nº 4.324/64, e tiveram seus nomes referendados pelos Ministros do Trabalho e Previdência Social e da Saúde, com o objetivo de instalar, em caráter provisório, o Conselho Federal de Odontologia.

Nesta primeira reunião encontravam-se os seguintes cirurgiões-dentistas: Valério José de Brito (SP); Paulo Macedo (RJ); Mário Barroso Filho (RJ); Dílson Ávila Tomé (RJ); Aristeo Gonçalves Leite (RJ); e, Cyro Rausis (PR). O cirurgião-dentista Paulo Macedo, por ser o mais idoso, presidiu os trabalhos, que indicou o Valério José de Brito para Secretário da reunião. Não compareceram a esta reunião os Membros também indicados: Ruy Tupinambá (SP); Plínio de Azevedo Marques (SP); Heraldo Dias Ribeiro (MG); e, José Colunga Gonzalez (RJ).

Através do voto secreto, foi escolhida a primeira Diretoria do CFO:

- Presidente: Dílson Ávila Tomé;

- Vice-Presidente: Plínio de Azevedo Marques;

- Secretário-Geral: Paulo Macedo; e,

- Tesoureiro: Mário Barroso Filho.

Posse na sede da FNO

Essa primeira Diretoria foi empossada a posteriori na sede da FNO – Federação Nacional dos Odontologistas e o CFO instalou seus serviços, para dar andamento aos trabalhos iniciais nas dependências da Confederação Nacional das Profissões Liberais (CNPL).

Em 15 de agosto de 1965, o Plenário se reuniu e homologou a eleição da Diretoria, e nessa primeira reunião foram dados os primeiros passos para a elaboração do anteprojeto de regulamentação da Lei nº 4.324, de 14 de abril de 1964.

Durante o exercício de 1965 não houve qualquer movimento financeiro, pois as despesas foram efetuadas às expensas dos Conselheiros.

Primeiros CROs

Apesar de todas as dificuldades para o seu funcionamento efetivo, em 1966 o CFO instalou cinco Conselhos Regionais também em caráter provisório. Os sindicatos e associações da classe forneceram as listas dos nomes dos componentes destes primeiros Conselhos Regionais. Em 10 de junho de 1966, foram escolhidos os nomes para comporem os Conselhos Regionais da Guanabara, São Paulo e Amazonas. No mês seguinte, 18 de julho, novos nomes foram escolhidos para comporem os CROs de Minas Gerais e Distrito Federal.

Em 30 de junho de 1967, na sede do Sindicato dos Odontologistas do Rio de Janeiro, compareceram os seguintes Delegados-Eleitores: Haroldo Montagna (CRO-SP); João Macedo (CRO-MT); Rubim Cruz Pereira de Sá (CRO-AM); Orlando Chevitarese (CRO-GB); Solon Magalhães Vianna (CRO-DF); Darcy Rabelo (CRO-MG); e, Cyro Rausis (CRO-PR).

1967-1970

Os Delegados-Eleitores votaram para um mandato de três anos (período de 1º/07/1967 a 30/01/1970) na Chapa Única composta pelos seguintes Cirurgiões-Dentistas:

Efetivos: Adriano Magalhães Freire (CRO-DF); Anselmo de Abrantes Fortuna, Antonio Saraiva Filho (CRO-SP); Cyro Rausis (CRO-PR), Heraldo Dias Ribeiro (CRO-MG); Nilson Calasans Rego (CRO-RJ); Plínio de Azevedo Marques (CRO-SP); Valério José de Brito; e, Wladimir de Souza Pereira (CRO-RJ).
Suplentes: Almeno Ferreira de Souza (CRO-RJ); Dilson Ávila Tomé (CRO-RJ); Gastão Furtado Albuquerque Cavalcante (CRO-SP); João Macedo (CRO-MT); Manoel Ballian (CRO-RJ); Paulo Macedo (CRO-RJ); Rubim Cruz Pereira de Sá (CRO-AM); Solon Magalhães Vianna (CRO-DF); e, Walter Eddy Rohlfs (CRO-MG).

Em reunião que se realizou no dia 1º de julho de 1967, foi eleita a nova Diretoria do CFO:

- Presidente: Antonio Saraiva Filho;

- Vice-Presidente: Adriano Magalhães Freire;

- Secretário-Geral: Valério José de Brito; e,

- Tesoureiro: Nilson Calasans Rego.

O Conselheiro Nilson Calasans Rego (Tesoureiro) renunciou ao seu cargo e foi  substituído  por  Plínio  de  Azevedo  Marques,  eleito  em reunião realizada em 20 de agosto de 1967. A Comissão de Tomada de Contas foi eleita nos dias 22 e 23 de setembro de 1967 e nela atuaram os Conselheiros Anselmo de Abrantes Fortuna e Nilson Calasans Rego.

No ano de 1967 foram criados os seguintes CROs: Pará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Goiás.

Em Reunião Plenária de 23 de setembro de 1967 decidiu-se pela transferência provisória da sede do CFO para São Paulo.

1968-1969

Em reunião realizada em 15 de junho de 1968, decidiu o Plenário fixar o mandato da Diretoria em um ano. Em consequência, os Membros Diretores renunciaram ao restante de seus mandatos, vigorando, então, somente até o dia 1º de julho de 1968. Nesta mesma data foi eleita nova Diretoria para o período de 1º/07/1968 a 30/06/1969:

- Presidente: Anselmo de Abrantes Fortuna;

- Vice-Presidente: Adriano Magalhães Freire;

- Secretário-Geral: Nilson Calasans Rego; e,

- Tesoureiro: Wladimir de Souza Pereira.

A Comissão de Tomada de Contas para o período foi constituída por Antonio Saraiva Filho, Plínio de Azevedo Marques e Cyro Rausis.

No ano de 1968 foram criados os CROs de Maranhão, Piauí e Bahia.

Em 16 de julho de 1968 faleceu o Conselheiro Wladimir de Souza Pereira. Em 17 de julho de 1968 o Suplente Manoel Ballian foi indicado e aceito para substituí-lo, sendo empossado no cargo Efetivo e na função de Tesoureiro.

No final do exercício de 1969, por impedimento do então Presidente Anselmo de Abrantes Fortuna, assume seu posto no CFO o Vice-Presidente Adriano Magalhães Freire.

No dia 30 de junho de 1970 tomou posse o novo Plenário eleito:

Efetivos: Airton Costa (CRO-MG); Evandro de Carvalho Guedes (CRO-BA); Genaro Augusto Camargo (CRO-RJ); João Ephraim Wagner (CRO-RS); João Nunes Pinheiro (CRO-CE); Newton Bueno Brüzzi (CRO-GB); Osmar Soares de Freitas (CRO-SP); Ranilson de Amorim Alves (CRO-PE); e, Solon Magalhães Vianna (CRO-DF).
Suplentes: Christóvão de Magalhães Gomes (CRO-AM); Enedino Pôncio Alves (CRO-PA); Luiz Pinheiro Rodrigues (CRO-MA); João Baptista Gonçalves (CRO-GO); Clemente Galvão Neto (CRO-RN); Astor Negreiros (CRO-ES); Anthony Menezes Leahy (CRO-AL); Hamilton Figueira Ferrari (CRO-SC); e, Antônio de Oliveira Lopes (CRO-PI).

Em reunião realizada na mesma data, foi eleita pelo Plenário a nova Diretoria:

- Presidente: Newton Bueno Brüzzi;

- Vice-Presidente: Evandro de Carvalho Guedes;

- Secretário-Geral: Airton Costa; e,

- Tesoureiro: Genaro Augusto Camargo.

1970-1973

Da Assembleia-Geral que elegeu o novo Plenário do CFO para o triênio de 1970 a 1973, participaram como Delegados-Eleitores: Normando Élzon Barbosa de Freitas (CRO-AC); Renato Gama Vieira da Silva (CRO-AL); Salim Kahané (CRO-AM); Benedicto Alves de Castro Silva (CRO-BA); Pedro Teixeira Barroso (CRO-CE); Frederico Assis de Salles (CRO-DF); Manoel Lino de Araújo (CRO-ES); Pedro de Alcântara Nunes (CRO-GO); Vivaldo Chaves Nogueira (CRO-GB); Raimundo Manoel Ramos Martins (CRO-MA); Hélio Queiroga (CRO-MG); João Barbosa Pinheiro (CRO-PA); João Cavalcanti Pessoa de Luna (CRO-PB); Gilberto Paul (CRO-PR); José Roberto de Melo (CRO-PE); Delmar Oliveira Filho (CRO-PI); Rosalvo Pinheiro Galvão (CRO-RN); Oly Borges Ortiz (CRO-RS); Luiz Gonzaga de Souza Clímaco (CRO-RJ); César Átila Batalha da Silveira (CRO-SC); Fernando de Souza Lapa (CRO-SP); e João Simões dos Reis (CRO-SE).

Ainda no ano de 1970, no período compreendido entre 06 a 30 de novembro, o Conselheiro Genaro Augusto Camargo licenciou-se do cargo de Tesoureiro que ocupava e assumiu em seu lugar, durante este período, o Conselheiro Solon Magalhães Vianna. A partir dessa época até o dia 30 de julho de 1971, passa a ocupar o cargo de Tesoureiro o Conselheiro João Ephraim Wagner.

Em 1º de julho de 1971, a Diretoria ficou, assim, constituída:

- Presidente: Newton Bueno Brüzzi;

- Vice-Presidente: João Nunes Pinheiro;

- Secretário-Geral: Airton Costa; e,

- Tesoureiro: João Ephraim Wagner.

Em 1º de julho de 1972 até 30 de junho de 1973, a Diretoria teve seus cargos assim constituídos:

- Presidente: Newton Bueno Brüzzi;

- Vice-Presidente: Ranilson de Amorim Alves;

- Secretário-Geral: Osmar Soares de Freitas; e,

- Tesoureiro: João Ephraim Wagner.

1973-1976

Em 26 de maio de 1973, em Assembleia-Geral de Delegados-Eleitores, realizada no Rio de Janeiro, foi eleito o novo Plenário para o triênio 1973-1976. A posse foi no dia 29 de junho, ficando assim constituído:

Efetivos: Airton Costa (CRO-MG); Alcione Barreto Dias (CRO-BA); Glauco Silva (CRO-PR); João Ephraim Wagner (CRO-RS); João Nunes Pinheiro (CRO-CE); Newton Bueno Brüzzi (CRO-GB); Osmar Soares de Freitas (CRO-SP); Osmir Luiz Oliveira (CRO-MG); e, Ranilson de Amorim Alves (CRO-PE).
Suplentes: Antonio Ribeiro Pontes (CRO-RJ); José Ramos de Azeredo (CRO-GB); Renato Gama Vieira da Silva (CRO-AL); Clemente Galvão Neto (CRO-RN); Jacintho Teixeira do Nascimento (CRO-MT); João de Andrade Garcêz (CRO-SE); João Baptista Gonçalves (CRO-GO); Severino Rodrigues dos Santos (CRO-PB); e, Valdir Dantas (CRO-DF).

Dessa Assembleia-Geral de Delegados-Eleitores, fizeram parte os seguintes cirurgiões-dentistas: Antonio Luiz Milhazes (CRO-AL); João Batista Filgueiras de Noronha (CRO-AM); Edno Querino Câmara (CRO-BA); Jaciné Cidrack de Oliveira (CRO-CE); Adriano Magalhães Freire (CRO-DF); Telmo Bastos (CRO-ES); Pedro Nery Rodrigues (CRO-MA); Alberto Barbosa de Souza (CRO-MT); Sigismundo Leopoldo de Lima Kerth (CRO-MG); Ronald Moraes de Aguiar (CRO-PA); João Cavalcanti Pessoa de Luna (CRO-PB); Gilberto Paul (CRO-PR); José Roberto de Melo (CRO-PE); Maria Leonília de Freitas (CRO-PI); Francisco Amado Bastos Lacroix (CRO-RS); Itamar Rigueira (CRO-RJ); Luiz Estevam Rocha Freire (CRO-SC); Fernando de Souza Lapa (CRO-SP); e, Francisco Moreira de Souza (CRO-SE).

De 1º de julho de 1973 a 30 de junho de 1974 ficou, assim, a Diretoria:

- Presidente: Newton Bueno Brüzzi;

- Vice-Presidente: Osmar Soares de Freitas;

- Secretário-Geral: João Nunes Pinheiro; e,

- Tesoureiro: João Ephraim Wagner.

CRO “amazônico”

No ano de 1973, pela Resolução nº 80, de 16 de julho, o CFO incorporou os cirurgiões-dentistas do Acre e de Rondônia à jurisdição do CRO-Amazonas.

De 1º de julho de 1974 a 30 de junho de 1975:

- Presidente: Newton Bueno Brüzzi;

- Vice-Presidente: Airton Costa;

- Secretário-Geral: Ranilson de Amorim Alves e,

- Tesoureiro: João Ephraim Wagner.

De 1º de julho de 1975 a 30 de junho de 1976:

- Presidente: Newton Bueno Brüzzi;

- Vice-Presidente: Osmar Soares de Freitas;

- Secretário-Geral: João Nunes Pinheiro; e,

- Tesoureiro: João Ephraim Wagner.

De 1º de julho de 1976 a 1º de setembro do mesmo ano, o CFO sofreu intervenção do Ministério do Trabalho que nomeou uma Junta Governativa, assim composta:

- Presidente: Newton Bueno Brüzzi;

- Membros: Osmar Soares de Freitas e João Nunes Pinheiro.

1976-1979

Em 02 de agosto de 1976, duas chapas concorreram ao pleito do CFO:

CHAPA Nº 1

Efetivos: Danilo de Faria Mello (CRO-MG); Geraldo Halfeld (CRO-RJ); Hamilton Figueira Ferrari (CRO-SC); João Cavalcanti Pessoa de Luna (CRO-PB); João Ephraim Wagner (CRO-RS); José Dilson Vasconcelos de Menezes (CRO-CE); Laerte Pires (CRO-GO); Newton Bueno Brüzzi (CRO-RJ); e, Tito Ghersel (CRO-MT).
Suplentes: Antonio Ramos de Oliveira (CRO-ES); Antonio Alves Franco (CRO-CE); Antonio Ribeiro Pontes (CRO-RJ); Altmann Marques de Sampaio (CRO-PR); João Batista Filgueiras de Noronha (CRO-AM); José Roberto de Melo (CRO-PE); Lucindo Francisco Luzzi (CRO-RS); Moisés Mendes Martins Júnior (CRO-MT); e, Thiers Gaius Cerutti (CRO-MG).

CHAPA Nº 2

Efetivos: Antonio Nilton Leite dos Santos (CRO-BA); Charley Fayal de Lyra (CRO-RJ); Clemente Galvão Neto (CRO-RN); Eurico Kramer de Oliveira (CRO-RS); Evandro Cavalcanti Guimarães (CRO-PE); Fernando de Souza Lapa (CRO-SP); Lauro Caldeira de Andrada (CRO-SC); Osmir Luiz Oliveira (CRO-MG); e, Raimundo Manoel Ramos Martins (CRO-MA).
Suplentes: Aloysio Newton de Carvalho (CRO-PA); Amaro Gomes da Silva (CRO-DF); Clodomiro Morais de Souto (CRO-PE); Fernando dos Santos Vasconcelos (CRO-SE); Haroldo Montagna (CRO-SP); Mauro Leitão Fraga (CRO-PI); Mozart de Oliveira Mello (CRO-GO); Osny Lisboa (CRO-SC); e, Pedro Antonio Maria Sobrinho (CRO-PR).

Posse na Câmara dos Deputados

A chapa vitoriosa, com dez votos contra nove, foi a Chapa nº 2. A posse se deu no dia 02 de setembro de 1976 em Brasília, na Câmara dos Deputados, no Salão Nereu Ramos. A Diretoria eleita foi a seguinte:

- Presidente: Fernando de Souza Lapa;

- Vice-Presidente: Clemente Galvão Neto;

- Secretário-Geral: Charley Fayal de Lyra;

- Tesoureiro: Osmir Luiz Oliveira.

A essa eleição do Plenário compareceram os seguintes Delegados-Eleitores: Valter Serrão Piccinini (CRO-AM); José Carlos Nunes da Silva (CRO-BA); Francisco Nogueira de Pontes (CRO-CE); José Ribamar de Azevedo (CRO-DF); Telmo Bastos (CRO-ES); Edison de Almeida e Silva (CRO-GO); Édio de Figueiredo (CRO-MT); Luiz Augusto Lima (CRO-MG); Ronald Moraes de Aguiar (CRO-PA); Antonio Honório da Silva (CRO-PB); Aristeu Corrêa de Bittencout Júnior (CRO-PR); Cyro Ferreira Emerenciano (CRO-PE); Antonio de Oliveira Lopes (CRO-PI); Giuseppe Leite de Albuquerque (CRO-RN); José Paulo Eztberger (CRO-RS); José Ramos de Azeredo (CRO-RJ); Marcos Egon Flach (CRO-SC); Jacques Narcisse Henri Duval (CRO-SP); e, Francisco Moreira de Souza (CRO-SE).

Este Plenário concluiu seu mandato em 1º de setembro de 1979.

CRO Mato Grosso do Sul

A Decisão CFO-38/77 determina o retorno, a partir de 1º de janeiro de 1978, da sede do CRO-MT para a cidade de Cuiabá, criando, assim, o CRO-Mato Grosso do Sul, com sede em sua capital, Campo Grande.

1979-1982

Para o período de 02 de setembro de 1979 a 1º de setembro de 1982, concorreu apenas uma Chapa composta pelos mesmos Conselheiros do Plenário anterior, sendo apenas o cirurgião-dentista Eurico Kramer de Oliveira, do Rio Grande do Sul, substituído pelo cirurgião-dentista Oly Borges Ortiz, do mesmo Estado. A Diretoria ficou composta pelos mesmos Conselheiros e os Suplentes foram os seguintes: Aloysio Newton de Carvalho (CRO-PA); Antonio Evandro Melo de Oliveira (CRO-AM); Jayme Lanna Marinho (CRO-ES); João Hildo de Carvalho Furtado (CRO-CE); José Ribamar de Azevedo (CRO-DF), Manoel Ferreira de Abreu (CRO-PB); Milton Rubens Saber (CRO-PR); Osmar Soares de Freitas (CRO-SP); e, Renato Gama Vieira da Silva (CRO-AL).

A Assembleia dos Delegados-Eleitores foi realizada no dia 03 de agosto de 1979 e a ela compareceram e votaram: Evandro Luiz Barros Marroquim (CRO-AL); José Albuquerque Cavalcanti (CRO-AM); Antonio Fernando Pereira Falcão (CRO-BA); Antero José de Moraes Rola (CRO-CE); Adriano Magalhães Freire (CRO-DF); Telmo Bastos (CRO-ES); Cide José Rodrigues (CRO-GO); Pedro Nery Rodrigues (CRO-MA); Rui Meneghini (CRO-MT); João Nelson Lyrio (CRO-MS); José Amâncio Cassini (CRO-MG); Nadim Darwich Zacarias (CRO-PA); João Cavalcanti Pessoa de Luna (CRO-PB); Guilherme Nalter Loney (CRO-PR); Luciano Alcantara Farias (CRO-PE); Arnaldo Rodrigues Neiva (CRO-PI); Sebastião Fernandes de Oliveira Neto (CRO-RN); Edy Ceciliano de Sá Carneiro (CRO-RS); Aloysio Cariello (CRO-RJ); Nivaldo José Nicodemos Nuernberg (CRO-SC); Jacques Narcisse Henri Duval (CRO-SP); e, Manoel Cardoso Barreto (CRO-SE).

A Chapa obteve vinte e dois votos.

1982-1985

Para o período de 02 de setembro de 1982 a 1º de setembro de 1985, também, apenas, uma Chapa concorreu:

Efetivos: Fernando de Souza Lapa (CRO-SP); Clemente Galvão Neto (CRO-RN); Charley Fayal de Lyra (CRO-RJ); Osmir Luiz Oliveira (CRO-MG); Aloysio Newton de Carvalho (CRO-PA); Antonio Nilton Leite dos Santos (CRO-BA); João Hildo de Carvalho Furtado (CRO-CE); Manoel Eduardo Corrêa Costa (CRO-PR); e, Oly Borges Ortiz (CRO-RS).
Suplentes: Antonio Evandro Melo de Oliveira (CRO-AM); Cide José Rodrigues (CRO-GO); Clodomiro Morais de Souto (CRO-PE); Fernando dos Santos Vasconcelos (CRO-SE); José Ribamar de Azevedo (CRO-DF); Maria Leonília de Freitas (PI); Nivaldo José Nicodemos Nuernberg (CRO-SC); Osmar Soares de Freitas (CRO-SP); e, Raimundo Manoel Ramos Martins (CRO-MA).

Esta Chapa obteve dezenove votos a favor e três votos foram em branco. A Diretoria eleita foi a seguinte:

- Presidente: Fernando de Souza Lapa;

- Vice-Presidente: Clemente Galvão Neto;

- Secretário-Geral: Charley Fayal de Lyra; e,

- Tesoureiro: Osmir Luiz Oliveira.

Os Delegados-Eleitores que votaram nessa eleição ocorrida em 31 de julho de 1982, foram: Carlos da Costa Bezerra (CRO-AL); Valter Serrão Piccinini (CRO-AM); Benedicto Alves de Castro Silva (CRO-BA); Joarez Porto (CRO-CE); Nilton Carlos Garbim (CRO-DF); Fernando Paulo Bastos Valbão (CRO-ES); Antenor Freitas Leal (CRO-GO); Hebert de Jesus Moreira (CRO-MA); Bianco Latorraca (MS); Aloísio Gargaglione Póvoas (CRO-MT); José Amâncio Cassini (CRO-MG); Orivaldo de Araújo Pontes (CRO-PA); Manoel Ferreira de Abreu (CRO-PB); Nicolau Eros Petrelli (CRO-PR); Jurandy Messias Gomes (CRO-PE); Delmar Oliveira Filho (CRO-PI); José de Anchieta Pereira Pinto (CRO-RN); Régis Deon Rizzatto (CRO-RS); Almiro Reis Gonçalves (CRO-RJ); Marcos Egon Flach (CRO-SC); Jacques Narcisse Henri Duval (CRO-SP); e Manoel Cardoso Barreto (CRO-SE).

1985-1988

No dia 02 de agosto de 1985, foi realizada eleição para a composição do Plenário do CFO para o mandato de 02 de setembro de 1985 a 1º de setembro de 1988. Uma única Chapa concorreu ao pleito:

Efetivos: Fernando de Souza Lapa (CRO-SP); Clemente Galvão Neto (CRO-RN); Oly Borges Ortiz (CRO-RS); João Hildo de Carvalho Furtado (CRO-CE); Augusto Caetano Rocha (CRO-MG); José Rodrigues Laureano (CRO-PE); Lauro Araripe Pereira Filho (CRO-BA); Manoel Eduardo Corrêa Costa (CRO-PR); e, Maria Evangelina Monnerat (CRO-RJ).
Suplentes: Alfredo Fortes Melro (CRO-AL); Aloysio Newton de Carvalho (CRO-PA); Fernando Paulo Bastos Valbão (CRO-ES); Jaime Sampaio Bicalho (CRO-DF); João Macedo (CRO-MT); Nivaldo José Nicodemos Nuernberg (CRO-SC); Osmar Soares de Freitas (CRO-SP); Pedro Nery Rodrigues (CRO-MA); e, Valter Serrão Piccinini (CRO-AM).

A Diretoria ficou assim constituída:

- Presidente: Fernando de Souza Lapa;

- Vice-Presidente: Clemente Galvão Neto;

- Secretário-Geral: Oly Borges Ortiz; e,

- Tesoureiro: João Hildo de Carvalho Furtado.

Participaram da Assembleia dos Delegados-Eleitores e votaram os seguintes cirurgiões-dentistas: Paulo Sérgio Moreira da Silva (CRO-AL); João Luís Ribeiro Mendonça (CRO-AM); José Alberto Passos Silva (CRO-BA); Emílio Alverne Falcão de Albuquerque (CRO-CE); Luiz César Mendonça (CRO-DF); Jarbas Pires Martins (CRO-ES); Altran Gomes da Silva (CRO-GO); Hebert de Jesus Moreira (CRO-MA); Ivo Falcão de Arruda (CRO-MT); Waldomiro Avelino Rezende (CRO-MS); José Amâncio Cassini (CRO-MG); Manoel Fernando Costa (CRO-PA); José Caldas Lins Filho (CRO-PB); Orildo Luiz Scheffer (CRO-PR); Carlos Alberto Athayde de Almeida Lopes (CRO-PE); Delmar Oliveira Filho (CRO-PI); Luiz de Vasconcelos Leite (CRO-RN); José Arnaldo Motta Trois (CRO-RS); Eli Guimarães (CRO-RJ); Marcos Egon Flach (CRO-SC); Luiz Moreira da Silva (CRO-SP); e, Gilberto Acioli (CRO-SE).

CRO Rondônia

Em 1º de janeiro de 1986, foi criado o CRO-Rondônia.

1988-1991

No dia 30 de julho de 1988, foi realizada a Assembleia dos Delegados-Eleitores para a escolha dos novos Conselheiros-Federais para o triênio de 02 de setembro de 1988 a 1º de setembro de 1991. Compareceram e votaram: Paulo José Moraes da Silva (CRO-AL); Antonio Evandro Melo de Oliveira (CRO-AM); Mário Ferraro Tourinho Filho (CRO-BA); Alcides Feitosa Filho (CRO-CE); Claudiomar Carvalho Luz (CRO-DF); Adão Rosalém (CRO-ES); Graciara Matos de Azevêdo (CRO-GO); Hebert de Jesus Moreira (CRO-MA); José Rodrigues de Almeida (CRO-MS); Ubaldo Monteiro Filho (CRO-MT); Maria Aparecida Cerávolo (CRO-MG); Armando Souza Dourado (CRO-PA); Feliciano da Silva Neto (CRO-PB); Miguel Francisco Ferreira (CRO-PR); Reinildo Luiz de Assis (CRO-PE); José Rubens de Sousa Costa (CRO-PI); Yara Silva (CRO-RN); Itaboraí Revoredo Kunert (CRO-RS); Antonio Ribeiro Pontes (CRO-RJ); José Freitas Atallah (CRO-RO); Alfredo Meyer Filho (CRO-SC); Emil Adib Razuk (CRO-SP); e, Marcos Luis Macedo de Santana (CRO-SE).

Com vinte e dois votos a favor e um nulo, foi eleita a seguinte Chapa:

Efetivos: Edgard Carvalho Silva (CRO-MG); Edila Sinedino de Oliveira Maiorana (CRO-DF); João Hildo de Carvalho Furtado (CRO-CE); José Rodrigues Laureano (CRO-PE); Nivaldo José Nicodemos Nuernberg (CRO-SC); Orlando Limongi (CRO-RS); Osmar Soares de Freitas (CRO-SP); Paulo da Silva Freire (CRO-RJ); e, Valter Serrão Piccinini (CRO-AM).
Suplentes: Celso Aparecido Serafim da Silva (CRO-MT); Cid Pinheiro Machado (CRO-PR); Delmar Oliveira Filho (CRO-PI); Fernando Paulo Bastos Valbão (CRO-ES); Flávio Vellini Ferreira (CRO-SP); João Pedatella Júnior (CRO-GO); Joselita Martins Caldas Lins (CRO-PB); Orivaldo de Araújo Pontes (CRO-PA); e, Pedro Nery Rodrigues (MA).

Tomaram posse como integrantes da Diretoria:

- Presidente: Osmar Soares de Freitas;

- Vice-Presidente: João Hildo de Carvalho Furtado;

- Secretário-Geral: José Rodrigues Laureano; e,

- Tesoureiro: Orlando Limongi.

Em 08 de maio de 1989, por motivos de ordem particular, renunciou ao mandato de Conselheiro-Federal e de Presidente o cirurgião-dentista Osmar Soares de Freitas. No dia 20 de maio de 1989, foi eleito Presidente o Conselheiro João Hildo de Carvalho Furtado. Como Conselheiro-Efetivo, em substituição ao CD-Osmar Soares de Freitas, foi empossado o Suplente Flávio Vellini Ferreira. Na mesma data foi empossado o Conselheiro Nivaldo José Nicodemos Nuernberg no cargo de Vice-Presidente. Todos com mandato até 1º de setembro de 1991.

Em 1º de janeiro de 1990, foram criados os CROs: Acre, Amapá, Roraima e Tocantins.

1991-1994

Em 03 de agosto de 1991, nova eleição foi processada para escolha dos Membros do Plenário com mandato de 02 de setembro de 1991 a 1º de setembro de 1994.

Compareceram e votaram os Delegados-Eleitores: Orpheu Zani (CRO-AC); Carlos Roberto Cerqueira de Menesês (CRO-AL); José Ribeiro Veiga (CRO-AM); Iracelha Soares D’Athaide (CRO-AP); Mário Ferraro Tourinho Filho (CRO-BA); Antonio Teles da Silva (CRO-CE); Adriano Magalhães Freire (CRO-DF); Jorge Augusto Pires Encarnação (CRO-ES); Durval Nassar Ferreira (CRO-GO); Helena Maria Pereira Alves (CRO-MA); Ubaldo Monteiro Filho (CRO-MT); Paulo Belchior dos Reis (CRO-MS); Carlos Roberto Martins (CRO-MG); Messias Gambôa de Melo (CRO-PA); Abrahão Martins Silva (CRO-PB); João Maria Baptista (CRO-PR); Emanuel Dias de Oliveira e Silva (CRO-PE); Fernando Paes Soares (CRO-PI); Melúsia Rodrigues Soares (CRO-RN); Ivori Dutra da Silveira (CRO-RS); Nicola Tancredo (CRO-RJ); Augusto Luiz Santos Veiga (CRO-RO); Manoel Leopoldo Filho (CRO-RR); Paulo Roberto Nicolazzi (CRO-SC); Emil Adib Razuk (CRO-SP); e, Marcos Luis Macedo de Santana (CRO-SE).

O resultado da eleição foi o seguinte: a Chapa Única apresentada obteve dezenove votos e houve um voto nulo e sete em branco. A chapa eleita foi a seguinte:

Efetivos: Edila Sinedino de Oliveira Maiorana (CRO-DF); Eli Guimarães (CRO-RJ); Jacques Narcisse Henri Duval (CRO-SP); José Carlos Nunes da Silva (CRO-BA); José Rodrigues Laureano (CRO-PE); Manoel Eduardo Corrêa Costa (CRO-PR); Orlando Limongi (CRO-RS); João Hildo de Carvalho Furtado (CRO-CE); e, Sidney Joffre Legat (CRO-SC).
Suplentes: Alberto Tadeu do Nascimento Borges (CRO-AM); Celso Aparecido Serafim da Silva (CRO-MT); Delmar Oliveira Filho (CRO-PI); Doriélio Barreto da Costa (CRO-RN); Fernando Paulo Bastos Valbão (CRO-ES); João Pedatella Júnior (CRO-GO); Joselita Martins Caldas Lins (CRO-PB); Luciano Eloi Santos (CRO-MG); e, Orivaldo de Araújo Pontes (CRO-PA).

Empossados no dia 02 de setembro de 1991, o Plenário elegeu e empossou a seguinte Diretoria:

- Presidente: João Hildo de Carvalho Furtado;

- Secretário-Geral: Orlando Limongi; e,

- Tesoureiro: José Rodrigues Laureano.

Somente no dia 13 de setembro foi empossado o Vice-Presidente: Jacques Narcisse Henri Duval.

1994-1997

Em 29 de julho de 1994, nova Assembleia dos Delegados-Eleitores foi realizada no Rio de Janeiro, para escolha dos dirigentes do CFO para o mandato de 02 de setembro de 1994 a 1º de setembro de 1997. Compareceram e votaram os seguintes Delegados: Marluiz Nunes de Freitas (CRO-AC); Theo Fortes Silveira Cavalcanti (CRO-AL); Alírio Trindade da Silva Benjamin (CRO-AP); Rozenaldo Tavares da Silva (CRO-AM); Rogério Brandão do Vale (CRO-BA); Sérgio Silva Vieira da Fonseca (CRO-CE); Marcus Antonio Félix Ribeiro (CRO-DF); Rogério Costa Pacheco (CRO-ES); Antonio Carlos Meneses Nunes (CRO-GO); Helena Maria Pereira Alves (CRO-MA); Venâncio Cajal Filho (CRO-MT); Waldir Gonçalves (CRO-MS); Arnaldo de Almeida Garrocho (CRO-MG); Aluízio José do Amaral Teixeira (CRO-PA); Feliciano da Silva Neto (CRO-PB); Antenor Neves Júnior (CRO-PR); Zeudo Cláudio da Costa Vidal (CRO-PE); Delmar Oliveira Filho (CRO-PI); Clemente Galvão Neto (CRO-RN); Oly Borges Ortiz (RS); Sérgio Antonio de Oliveira Sacramento (CRO-RJ); José Freitas Atallah (CRO-RO); Manoel Leopoldo Filho (CRO-RR); Paulo Roberto Nicolazzi (CRO-SC); Rubens Côrte Real de Carvalho (CRO-SP); Augusto Tadeu Ribeiro Santana (CRO-SE); e, Raimundo Wilson Ulisses Sampaio (CRO-TO). A Chapa obteve vinte e quatro votos. Houve um voto nulo e dois em branco.

Em 02 de setembro de 1994 foi empossada a chapa eleita:

Efetivos: João Hildo de Carvalho Furtado (CRO-CE); Jacques Narcisse Henri Duval (CRO-SP); Carlos Alberto dos Santos Pêgo (CRO-RJ); José Rodrigues Laureano (CRO-PE); Nicolau Eros Petrelli (CRO-PR); Edila Sinedino de Oliveira Maiorana (CRO-DF); Elza Maria de Araújo Conceição (CRO-MG); José Carlos Nunes da Silva (CRO-BA); e, Miguel Álvaro Santiago Nobre (CRO-RS).
Suplentes: Armando Souza Dourado (CRO-PA); Doriélio Barreto da Costa (CRO-RN); Evandro Barroso de Brito (CRO-MT); Fernando Paes Soares (CRO-PI); José Caldas Lins Filho (CRO-PB); José Ribeiro Veiga (CRO-AM); José Rodrigues de Almeida (CRO-MS), Lester Pontes de Menezes (CRO-RO); e, Sidney Joffre Legat (CRO-SC).

A Diretoria eleita, em Plenário, ficou assim constituída:

- Presidente: João Hildo de Carvalho Furtado;

- Vice-Presidente: Jacques Narcisse Henri Duval;

- Secretário-Geral: Carlos Alberto dos Santos Pêgo e,

- Tesoureiro: José Rodrigues Laureano.

Em 22 de março de 1996, renunciou aos cargos de Conselheiro-Federal e de Presidente, o cirurgião-dentista João Hildo de Carvalho Furtado. O Presidente em exercício, Jacques Narcisse Henri Duval, empossou o Suplente Sidney Joffre Legat no cargo de Efetivo na vaga do ex-Conselheiro. Na mesma data, o Plenário reunido elegeu o cirurgião-dentista Jacques Narcisse Henri Duval como Presidente e a Conselheira Edila Sinedino de Oliveira Maiorana como Vice-Presidente.

Em 31 de julho de 1997, em Assembleia dos Delegados-Eleitores, compareceram e votaram os seguintes cirurgiões-dentistas: Ian Batista Ferraz (CRO-AC); Carlos Roberto Cerqueira de Menêses (CRO-AL); Sílvia Maria Ataíde Nunes (CRO-AP); Alberto Tadeu do Nascimento Borges (CRO-AM); Mônica Mattos de Senna (CRO-BA); Moacir Tavares Martins Filho (CRO-CE); Adriano Magalhães Freire (CRO-DF); Ricardo Luiz Carvalho Gottardi (CRO-ES); Marcos Rochael (CRO-GO); Ataíde Mendes Aires (CRO-MA); Mário Marques de Souza (CRO-MT); Édio de Figueiredo (CRO-MS); Antonio Barbosa da Silveira (CRO-MG); Orivaldo de Araújo Pontes (CRO-PA); Severina do Nascimento Costa (CRO-PB); José Carlos Jacomel (CRO-PR); José Thadeu Pinheiro (CRO-PE); Lucimar de Sousa Leal (CRO-PI); Clemente Galvão Neto (CRO-RN); Raphael Onorino Carlos Loro (CRO-RS); Jose Antonio Moyses Abdelnur (CRO-RJ); Janilton Nazaré Sales de Oliveira (CRO-RO); Manoel Leopoldo Filho (CRO-RR); Cláudio Barbosa Fontes (CRO-SC); Luiz Roberto da Cunha Capella (CRO-SP); Marcos Luis Macedo de Santana (CRO-SE); e, Ricardo Fernandes Corrêa (CRO-TO). Com vinte e quatro votos, sendo dois votos nulos e um em branco, foi eleita a chapa única concorrente.

1997-2000

Em 1º de setembro, com mandato a viger a partir de 02 de setembro de 1997 a 1º de setembro de 2000, foram empossados:

Efetivos: Jacques Narcisse Henri Duval (CRO-SP); Edila Sinedino de Oliveira Maiorana (CRO-DF); Carlos Alberto dos Santos Pêgo (CRO-RJ); Elza Maria de Araújo Conceição (CRO-MG); Emanuel Dias de Oliveira e Silva (CRO-PE); José Galba de Meneses Gomes (CRO-CE); José Ribeiro Veiga (CRO-AM); Miguel Álvaro Santiago Nobre (CRO-RS); e Nicolau Eros Petrelli (CRO-PR).
Suplentes: Doriélio Barreto da Costa (CRO-RN); Fausto Ribeiro Tancredi (CRO-ES); Irma Neuma Coutinho Ramos (CRO-PB); Lester Pontes de Menezes (CRO-RO); Mariam Kodjaoglanian Di Giorgio (CRO-MS); Messias Gambôa de Melo (CRO-PA); Ronda de Souza Cavalcanti (CRO-GO); e, Wilson Antônio Steinwandter (CRO-SC).

A Diretoria empossada foi a seguinte:

- Presidente: Jacques Narcisse Henri Duval;

- Vice-Presidente: Edila Sinedino de Oliveira Maiorana;

- Secretário-Geral: Nicolau Eros Petrelli e

- Tesoureiro: Miguel Álvaro Santiago Nobre.

Em 12 de novembro de 1998, o Suplente Lester Pontes de Menezes foi empossado no cargo de Conselheiro-Efetivo em face da renúncia da Conselheira Edila Sinedino de Oliveira Maiorana e a Conselheira-Efetiva Elza Maria de Araújo Conceição foi eleita e empossada no cargo de Vice-Presidente.

No dia 28 de julho de 2000, compareceram e votaram na Assembleia dos Delegados-Eleitores, no Rio de Janeiro: Sebastião Luiz Pires Vargas (CRO-AC); Carlos Roberto Cerqueira de Menêses (CRO-AL); Iracelha Soares D’Athaide (CRO-AP); Ericson Leão Bezerra (CRO-AM); Marilene Dias de Sant’Ana (CRO-BA); Tércio Menezes Gurgel (CRO-CE); Aureliano Dias Lustosa Filho (CRO-DF); Gilton Coutinho Barros (CRO-ES); Osni Gonzaga Pires (CRO-GO); Ataíde Mendes Aires (CRO-MA); José Armando Costa Júnior (CRO-MT); Silvano da Silva Silvestre (CRO-MS); Arnaldo de Almeida Garrocho (CRO-MG); Maria das Graças Guerreiro Pereira (CRO-PA); Alcione Maracajá de Morais Beltrão (CRO-PB); Ediberto Schwartz (CRO-PR); Reginaldo Inojosa Carneiro Campello (CRO-PE); Lucimar de Sousa Leal (CRO-PI); José Ferreira Campos Sobrinho (CRO-RN); Cizino Risso Rocha (CRO-RS); Outair Bastazini (CRO-RJ); Milton Jorge Foroni (CRO-RO); Fider Paes Monteiro (CRO-RR); Cláudio Barbosa Fontes (CRO-SC); Moacyr da Silva (CRO-SP); Augusto Tadeu Ribeiro Santana (CRO-SE); e Genésio Pessôa de Albuquerque Júnior (CRO-TO). A chapa única concorrente foi eleita com vinte e quatro votos, sendo um nulo e dois em branco e empossada no dia 02 de setembro de 2000 para o mandato até o dia 1º de setembro de 2003:

Efetivos: Miguel Álvaro Santiago Nobre (CRO-RS); Ailton Diogo Morilhas Rodrigues (CRO-MS); Emanuel Dias de Oliveira e Silva (CRO-PE); Ivon Corrégio de Figueiredo Sucasas (CRO-SP); Lester Pontes de Menezes (CRO-RO); Marcos Luis Macedo de Santana (CRO-SE); Mário Ferraro Tourinho Filho (CRO-BA); Roberto Eluard da Veiga Cavali (CRO-PR); e, Rutílio Caldas Pessanha (CRO-RJ).
Suplentes: Benício Paiva Mesquita (CRO-CE); Elphego Wanderley de Souza Júnior (CRO-PI); Hildeberto Cordeiro Lins (CRO-AL); Irma Neuma Coutinho Ramos (CRO-PB); Maria Izabel de Souza Ávila Ramos (CRO-AP); Messias Gambôa de Melo (CRO-PA); Norberto Francisco Lubiana (CRO-ES); Selene Machado Costa Guedes (CRO-AM); e, Wilson Antônio Steinwandter (CRO-SC).

A Diretoria ficou assim constituída:

- Presidente: Miguel Álvaro Santiago Nobre;

- Vice-Presidente: Ailton Diogo Morilhas Rodrigues;

- Secretário-Geral: Marcos Luis Macedo de Santana; e,

- Tesoureiro: Lester Pontes de Menezes.

2003-2006

Em 1º de agosto de 2003 foi realizada a Assembleia dos Delegados-Eleitores para a escolha dos dirigentes do CFO para o período de 02 de setembro de 2003 a 1º de setembro de 2006. Compareceram e votaram: Tito Pereira Filho (CRO-AC); Carlos Roberto Cerqueira de Menêses (CRO-AL); Francisco Miccione Filho (CRO-AP); Marleno Litaiff Monteiro Júnior (CRO-AM); Josenito Lima Oliveira (CRO-BA); José Cláudio Cid Pereira (CRO-CE); José Ribamar de Azevedo (CRO-DF); Luzimar Gomes de Oliveira Pinheiro (CRO-ES); Henrique César Marçal de Oliveira (CRO-GO); Ataíde Mendes Aires (CRO-MA); José Armando Costa Júnior (CRO-MT); Anísio Lima da Silva (CRO-MS); Renato Durval Martins (CRO-MG); Enilda Machado Carriço Corrêa (CRO-PA); Leonardo Marconi Cavalcanti de Oliveira (CRO-PB); Nicolau Eros Petrelli (CRO-PR); José Ricardo Dias Pereira (CRO-PE); Jairo Santos Oliveira (CRO-PI); Eimar Lopes de Oliveira (CRO-RN); Ben Hur Godolphim (CRO-RS); Outair Bastazini (CRO-RJ); Sandra Maria Rodrigues de Menezes (CRO-RO); Maria Livoni Bezerra de Oliveira (CRO-RR); Sidnei José Garcia (CRO-SC); Augusto Tadeu Ribeiro Santana (CRO-SE); e, Heber de Oliveira (CRO-TO). Não compareceu à eleição o Delegado-Eleitor do CRO-São Paulo.

A única chapa que concorreu ao pleito foi eleita e empossada com vinte e seis votos:

Efetivos: Miguel Álvaro Santiago Nobre (CRO-RS); Ailton Diogo Morilhas Rodrigues (CRO-MS); Marcos Luis Macedo de Santana (CRO-SE); Emanuel Dias de Oliveira e Silva (CRO-PE); José Mário Morais Mateus (CRO-MG); Mário Ferraro Tourinho Filho (CRO-BA); Lester Pontes de Menezes (CRO-RO); Roberto Eluard da Veiga Cavali (CRO-PR); e, Rubens Côrte Real de Carvalho (CRO-SP).
Suplentes: Anísia Maria Fialho Abdala (CRO-MA); Benício Paiva Mesquita (CRO-CE); Genésio Pessoa de Albuquerque Júnior (CRO-TO); Hildeberto Cordeiro Lins (CRO-AL); Jorge dos Passos Corrêa Cobra (CRO-SC); José Alaor Demartini Penna (CRO-MT); José Ferreira Campos Sobrinho (CRO-RN); Laércio Villela Barros (CRO-ES); Lucimar de Sousa Leal (CRO-PI); Manoel Leopoldo Filho (CRO-RR); Maria Carmen de Araújo Melo Jardim (CRO-PB); Maria Izabel de Souza Ávila Ramos (CRO-AP); Marluiz Nunes de Freitas (CRO-AC); Messias Gambôa de Melo (CRO-PA); Omar José da Silva Júnior (CRO-DF); Rutílio Caldas Pessanha (CRO-RJ); Selene Machado Costa Guedes (CRO-AM); e, Wilson Carneiro Ramos (CRO-GO).

Todos os CROs representados

Pela primeira vez na história do Conselho Federal, todos os Conselhos Regionais encontravam-se representados, face à alteração que foi promovida no Regimento Interno. A Diretoria ficou assim formada:

- Presidente: Miguel Álvaro Santiago Nobre;

- Vice-Presidente: Ailton Diogo Morilhas Rodrigues;

- Secretário-Geral: Marcos Luis Macedo de Santana e

- Tesoureiro: Lester Pontes de Menezes.

2006-2009

Em 31 de agosto de 2006, considerando a deliberação unânime do Plenário, em reunião realizada no dia 09 de agosto de 2006, considerando que a eleição convocada para o dia 28 de julho de 2006, com a finalidade de renovar o Plenário do CFO, cujo mandato se expiraria em 1º de setembro, foi suspensa, por força de decisão judicial; considerando que em atenção à mesma decisão judicial, o CFO reabriu o prazo para inscrição de chapas, convocando a realização da Assembleia dos Delegados-Eleitores para o dia 08 de dezembro de 2006; considerando que à luz dos princípios legais que regem a Administração dos Serviços Públicos, é inadmissível o órgão central da Autarquia ficar sem representantes; considerando não terem os Conselhos de Odontologia nenhum vínculo com qualquer órgão público ou privado; considerando que ao Plenário do CFO, de acordo com o Regimento Interno, compete deliberar sobre os casos omissos em leis; e, por fim, considerando que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região decidiu que o CFO teria a oportunidade de realizar eleições regulares, com observância das normas legais que lhes são pertinentes, foram empossados pelo Presidente Miguel Álvaro Santiago Nobre, para o exercício do mandato a partir de 02 de setembro de 2006 até a eleição de 08 de dezembro de 2006, os mesmos cargos à época ocupados e com as respectivas funções os Membros do Plenário e da Diretoria do CFO com a finalidade de administrar a Autarquia até a posse dos que seriam eleitos.

No dia 08 de dezembro de 2006, no Rio de Janeiro, foi realizada a Assembleia dos Delegados-Eleitores, tendo a ela comparecido: Álvaro Luiz do Nazareth (CRO-AC); Carlos Roberto Cerqueira de Menêses (CRO-AL); Marco Antonio Pereira Ferraro (CRO-AP); Maria Eliana Cruz de Almeida (CRO-AM); David Costa Moreira (CRO-BA); Manoel de Jesus Rodrigues Mello (CRO-CE); Luzimar Gomes de Oliveira Pinheiro (CRO-ES); Anselmo Calixto (CRO-GO); Cláudio Fontoura Nogueira da Cruz (CRO-MA); Francisco Silva Araújo Luz (CRO-MT); Silvano da Silva Silvestre (CRO-MS); Arnaldo de Almeida Garrocho (CRO-MG); Mário Tavares Moreira Júnior (CRO-PA); Leonardo Marconi Cavalcanti de Oliveira (CRO-PB); Gilson Blitzkow Sydney (CRO-PR); José Ricardo Dias Pereira (CRO-PE); Jairo Santos Oliveira (CRO-PI); Gerdo Bezerra de Faria (CRO-RN); Joaquim Guilherme Vilanova Cerveira (CRO-RS); Afonso Fernandes Rocha (CRO-RJ); Sandra Maria Rodrigues de Menezes (CRO-RO); Luis Carlos Schwinden (CRO-RR); Osny Lisboa (CRO-SC); Emil Adib Razuk (CRO-SP); Augusto Tadeu Ribeiro Santana (CRO-SE); e, Dione Lima Teixeira (CRO-TO). Não compareceu o Delegado-Eleitor do CRO-DF e nem o seu suplente.

Pela segunda vez na história do CFO, duas chapas concorreram ao pleito:

CHAPA Nº 1

Efetivos: Miguel Álvaro Santiago Nobre (CRO-RS); Ailton Diogo Morilhas Rodrigues (CRO-MS); Emanuel Dias de Oliveira e Silva (CRO-PE); José Mário Morais Mateus (CRO-MG); Lester Pontes de Menezes (CRO-RO); Marcos Luis Macedo de Santana (CRO-SE); Mário Ferraro Tourinho Filho (CRO-BA); Outair Bastazini (CRO-RJ); e, Rubens Côrte Real de Carvalho (CRO-SP).
Suplentes: Ataíde Mendes Aires (CRO-MA); Benício Paiva Mesquita (CRO-CE); Delmo Tavares (CRO-SC); Ericson Leão Bezerra (CRO-AM); Laércio Villela Barros (CRO-ES); Messias Gambôa de Melo (CRO-PA); Ricardo Luiz Araújo de Sá (CRO-RN); Tito Pereira Filho (CRO-AC); e, Wilson Carneiro Ramos (CRO-GO).

CHAPA Nº 02

Efetivos: Sérgio Valmor Barbosa (CRO-DF); Doriélio Barreto da Costa (CRO-RN); Henrique César Marçal de Oliveira (CRO-GO); Jeconias Câmara (CRO-AM); José Armando Costa Júnior (CRO-MT); José Martins Cardoso (CRO-SC); Osmar Aparecido Cuoghi (CRO-SP); Sara Grinfeld (CRO-PE); e, Sérgio Moraes de Souza (CRO-PA).
Suplentes: Ana Graça Casais e Silva Ribeiro (CRO-BA); Flávia Fonseca (CRO-MG); Flávio César de Carvalho (CRO-RJ); Florisvaldo Garcia Peres (CRO-PR); Leônidas Antônio Deolindo (CRO-PI); Lindolfo Rocha Braga (CRO-TO); Marcus Antônio Teixeira (CRO-CE); Silvana Cristina Gama Vaz Rodrigues (CRO-MA); e, Steniel Ferreira Patrício (CRO-PB).

A Chapa nº 1 obteve vinte e cinco votos. A Chapa nº 2 não obteve voto. Ocorreu um voto nulo. A Diretoria eleita ficou assim constituída:

- Presidente: Miguel Álvaro Santiago Nobre;

- Vice-Presidente: Ailton Diogo Morilhas Rodrigues;

- Secretário-Geral: Marcos Luis Macedo de Santana e

- Tesoureiro: Lester Pontes de Menezes.

No dia 16 de abril de 2009, foi empossado como Efetivo o Conselheiro Suplente Benício Paiva Mesquita na vaga do Conselheiro Mário Ferraro Tourinho Filho, que renunciou.

2009-2012

Em 6 de novembro de 2009, no Rio de Janeiro, foi realizada a Assembleia dos Delegados-Eleitores dos Conselhos Regionais de Odontologia, para escolha dos dirigentes do CFO para o triênio de 8 de dezembro de 2009 a 7 de dezembro de 2012. Compareceram, identificaram-se, entregaram à Mesa as suas credenciais e assinaram a lista de votação os seguintes Delegados-Eleitores: Luiz Carlos Basílio Paes (CRO-AC); Carlos Roberto Cerqueira de Menêses (CRO-AL);Moizés Pereira dos Santos (CRO-AP); Waldeyde Oderilda Gualberto Magalhães (CRO-AM); Ulisses Anselmo da Silva (CRO-BA); José Cláudio Cid Pereira (CRO-CE); Ângelo José Ferreira (CRO-DF); Élio Silva Lucas (CRO-ES); José Carrijo Brom (CRO-GO); Alberto Allan Rodrigues Patrício (CRO-MA); Marcus Benedito Fava (CRO-MT); Silvano da Silva Silvestre (CRO-MS); Arnaldo de Almeida Garrocho (CRO-MG); Armando Minenori Tuji (CRO-PA); Francisco Nogueira de Almeida (CRO-PB); César José Campagnoli (CRO-PR); Aron Coelho de Macedo (CRO-PE); Antonio Francisco Costa (CRO-PI); Gerdo Bezerra de Faria (CRO-RN); Joaquim Guilherme Vilanova Cerveira (CRO-RS); Paulo Murilo Oliveira da Fontoura (CRO-RJ); Sandra Maria Rodrigues de Menezes (CRO-RO); Rodrigo Ivo Matoso (CRO-RR); Emil Adib Razuk (CRO-SP); Augusto Tadeu Ribeiro Santana (CRO-SE); e, Juliano do Vale (CRO-TO). Não compareceu o Delegado-Eleitor do Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina.

Procedida a eleição e após a abertura da urna, foi verificado o seguinte resultado: a chapa única concorrente obteve vinte e quatro votos; dois votos nulos; e, uma ausência. Obtida a maioria absoluta dos votantes, o Presidente da Assembleia, Doutor Miguel Álvaro Santiago Nobre, proclamou eleita a Chapa Única concorrente composta pelos seguintes Cirurgiões-Dentistas:

Efetivos: Ailton Diogo Morilhas Rodrigues (CRO-MS); Benício Paiva Mesquita (CRO-CE); Emanuel Dias de Oliveira e Silva (CRO-PE); Ermensson Luiz Jorge (CRO-PR); José Mário Morais Mateus (CRO-MG); Leonardo Marconi Cavalcanti de Oliveira (CRO-PB); Mário Tavares Moreira Júnior (CRO-PA); Outair Bastazini; (CRO-RJ); e, Rubens Côrte Real de Carvalho (CRO-SP).
Suplentes: Cláudio Fontoura Nogueira da Cruz (CRO-MA); Ericson Leão Bezerra (CRO-AM); Evanilde Borges Viana (CRO-BA); Genésio Pessôa de Albuquerque Júnior (CRO-TO); Maria Izabel de Souza Ávila Ramos (CRO-AP); Maria Rita Ibañez de Lemos (CRO-RS); Paulo Sérgio Moreira da Silva (CRO-AL); Samir Najjar (CRO-DF); e, Tito Pereira Filho (CRO-AC).

No dia 8 de dezembro, já empossado o Plenário, após realizada a eleição da Diretoria, que ficou assim constituída para o mandato de 8 de dezembro de 2009 a 7 de dezembro de 2012:

- Presidente: Ailton Diogo Morilhas Rodrigues;

- Vice-Presidente: Emanuel Dias de Oliveira e Silva;

- Secretário-Geral: José Mário Morais Mateus; e,

- Tesoureiro: Leonardo Marconi Cavalcanti de Oliveira.

2012 – 2015

No dia 20 de abril de 2012 foi publicado no Diário Oficial da União, o Edital nº 1, fixando a data de eleição para renovação dos Membros do Conselho Federal de Odontologia, para o período de 08.12.2012 a 07.12.2015. A Assembleia dos Delegados-Eleitores foi marcada para às 18:00 horas do dia 19 de outubro de 2012, na sede do CFO, no Rio de Janeiro-RJ.

Inicialmente, duas chapas se inscreveram para concorrer ao pleito. A chapa nº 1 foi assim composta: Membros Efetivos: Ailton Diogo Morilhas Rodrigues – CRO-MS-1201; Benício Paiva Mesquita – CRO-CE-1427; Cesar José Campagnoli – CRO-PR-1916; Ericson Leão Bezerra – CRO-AM-1039; Genésio Pessôa de Albuquerque Júnior – CRO-TO-375; José Mário Morais Mateus – CRO-MG-12392; José Ricardo Dias Pereira – CRO-PE-2815; Leonardo Marconi Cavalcanti de Oliveira – CRO-PB-721; e, Rubens Côrte Real de Carvalho – CRO-SP-8261. Membros Suplentes: Ataíde Mendes Aires – CRO-MA-294; Dalter Silva Favarete – CRO-MT-2831; Eimar Lopes de Oliveira – CRO-RN-1352; Maria Izabel de Souza Ávila Ramos – CRO-AP-33; Mário Dourado Queiroz – CRO-BA-1552; Messias Gambôa de Melo – CRO-PA-930; Murilo Rosa – CRO-SC-1515; Paulo Sérgio Moreira da Silva – CRO-AL-749; e, Tito Pereira Filho – CRO-AC-096.

Esta chapa designou o Cirurgião-Dentista Roberto Eluard da Veiga Cavali para receber toda e qualquer comunicação.

Os subscritores foram: Roberto Eluard da Veiga Cavali, do Paraná; Hildeberto Cordeiro Lins, de Alagoas; Abraão Alves de Oliveira, da Paraíba; Flávio Borella, do Rio Grande do Sul; e, Antonildes Medeiros Mota Gomes, do Maranhão.

A chapa nº 2 foi composta por: Membros Efetivos: Afonso Fernandes Rocha – CRO-RJ-7914; Arnaldo de Almeida Garrocho – CRO-MG-3871; Augusto Tadeu Ribeiro Santana – CRO-SE-311; Elio Silva Lucas – CRO-ES-1307; Fabiano Augusto Sfier de Mello – CRO-PR-10989; Henrique Cesar Marçal de Oliveira – CRO-GO-3618; Marcondes Martins da Silva Júnior – CRO-PI-1419; Ricardo Araújo da Silva – CRO-BA-5210; e, Robson Bizarro – CRO-SP-35412. Membros Suplentes: Ana Cláudia da Silva Araújo – CRO-PE-5113; André Gustavo Almeida de Castro Lima – CRO-MA-1542; Antonio Ricardo Calazans Duarte – CRO-RN-916; Elizeu Insaurralde – CRO-MS-226; Heládio de Souza Gomes – CRO-AM-1159; José Cleomir Tognonato Filho – CRO-DF-2133; Paulo Sérgio Carriço Correa – CRO-PA-616; Ricardo Lombardi de Farias – CRO-PB-1004; e, Roosevelt Carvalho da Silva – CRO-MG-13715.

Os subscritores dessa chapa indicaram o CD-Luiz Carlos Torres Martins para receber toda e qualquer comunicação referente à chapa em apreço.

Foram em número de 20 os subscritores da chapa: José Antonio Valério, de Minas Gerais; Alberto Magno da Rocha Silva, de Minas Gerais; Marcel Lautenschlager Arriga, da Bahia; Carlos Sérgio de Souza Araújo, do Rio de Janeiro; Norberto Francisco Lubiana, do Espírito Santo; Luiz Carlos Torres Martins, de Minas Gerais; Romilda de Melo Alves Branco, de Minas Gerais; Beatriz de Souza Araújo Barros, de Minas Gerais; Antonio Augusto de Barros, de Minas Gerais; Gerdal Roberto de Sousa, de Minas Gerais; Eucide Souza, de Minas Gerais; Leandro Medeiros dos Santos, de Minas Gerais; Edmar Figueiredo de Brito, de Minas Gerais; Dulcinea Dirce Salgado Mattar, de Minas Gerais; Edmee Almeida, de Minas Gerais; Ieda Pìramo Moreira Santiago, de Minas Gerais; Débora Teixeira Starling, de Minas Gerais; Wellington Pacheco, de Minas Gerais; Oswaldo Costa Filho, de Minas Gerais; e, Orlando Santiago Júnior, de Minas Gerais.

Às vésperas do pleito a chapa 2 se retirou da disputa. No dia 19 de outubro, às 18:00 horas, foi realizada, então, a Assembleia dos Delegados-Eleitores.

Compareceram e votaram os seguintes Delegados-Eleitores: Isabelly Lemos Basto de Oliveira Rosas, Tiago Gusmão Muritiba, CRO-AL; Moizes Pereira dos Santos, CRO-AP; Vera Lúcia Louzada Ferreira, CRO-AM; Francisco Xavier Paranhos Coêlho Simões, CRO-BA; Marlio Ximenes Carlos, CRO-CE; Wagner Vaz Cardozo, CRO-DF; Luzimar Gomes de Oliveira Pinheiro, CRO-ES; Mauro Machado do Prado, CRO-GO; Raimundo Matias França de Lima, CRO-MA; João Milanez Moreira Júnior, CRO-MT; Francisco Carlos Grilo, CRO-MS; Lívio de Barros Silveira, CRO-MG; Armando Minenori Tuji, CRO-PA; Maria de Oliveira Alves Cavalcanti, CRO-PB; Aguinaldo Coelho de Farias, CRO-PR; Fausto Aureliano Meira Ferreira, CRO-PI; Jaldir da Silva Cortez, CRO-RN; José Elvídio Giffoni Pinto de Moraes, CRO-RS; Paulo Murilo Oliveira da Fontoura, CRO-RJ; Luiz Fernando Rodrigues Rosa, CRO-RO; Rodrigo Ivo Matoso, CRO-RR; Élito Araújo, CRO-SC; Rada El Achkar da Silva, CRO-SP; Marcos Luís Macedo de Santana, CRO-SE; e, Juliano do Vale, CRO-TO.

Terminada a votação foram designados os Delegados-Eleitores de Santa Catarina, Maranhão e Espírito Santo para a função de escrutinadores. O Resultado da eleição foi o seguinte: a chapa 1 obteve 19 votos. Foram 7 nulos e 1 ausência. Obtida a maioria dos votantes, o Presidente da Assembleia proclamou eleita a chapa 1 concorrente para o triênio que vai de 08.12.2012 a 07.12.2015.

No dia 7 de dezembro foi realizada a Reunião Extraordinária do Plenário para a eleição da Diretoria e da Comissão de Tomada de Contas, para a gestão de 2012/2015. A Diretoria eleita e empossada foi a seguinte: Presidente – Ailton Diogo Morilhas Rodrigues; Vice-Presidente – Leonardo Marconi Cavalcanti de Oliveira; Secretário-Geral – Genésio Pessôa de Albuquerque Júnior; e, Tesoureiro – Rubens Côrte Real de Carvalho.

A Comissão de Tomada de Contas eleita e empossada foi a seguinte: Presidente – Benício Paiva Mesquita, e Membros: José Ricardo Dias Pereira e Ericson Leão Bezerra.


Atualizada em 23.01.2013, pelo Superintendente-Executivo do CFO, Antônio Márcio Coimbra.

Você está indicando a página http://cfo.org.br/historico/.

:
:
:
: