Comissão de Odontologia Hospitalar discute a normatização de cursos

A Comissão de Odontologia Hospitalar reuniu-se na quarta-feira, 14 de março, na sede do CFO, em Brasília, para sugerir ajustes nas resoluções 162 e 163, de 2015. Os ajustes foram acordados com a Comissão de Ensino do CFO, em reunião conjunta em novembro de 2017. O objetivo é aperfeiçoar a normatização dos cursos de Odontologia Hospitalar.

Segundo o presidente da Comissão de Odontologia Hospitalar, Keller de Martini, as sugestões apontadas na reunião de quarta-feira serão encaminhadas à presidência do CFO e à Comissão de Ensino.

Comissão de Odontologia Hospitalar“Nossa missão é normatizar adequadamente os cursos, de maneira que eles preparem os cirurgiões-dentistas para a complexidade de suas funções nos hospitais, que são fundamentais para os pacientes,” explica Keller.

A Resolução 162/2015 regulamenta a habilitação em Odontologia Hospitalar e a Resolução 163/2015 define o exercício e a forma de atuação do cirurgião-dentista nos hospitais.

A Odontologia Hospitalar é uma área que atende pacientes em ambientes hospitalares, internados ou não, ou em seu domicílio. Os objetivos principais são a promoção à saúde, diagnósticos e tratamento de doenças orofaciais, entre outras.

Além de Keller de Martini, participaram da reunião os integrantes da Comissão de Odontologia Hospitalar Luiz Alberto Valente Soares Júnior, Andreia Cristina Leal Figueiredo, Lilian Aparecida Pasetti e Jacqueline Webster.

Print Friendly, PDF & Email